'Última Chamada' traz Sônia Gomes

Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS


Numa idéia de Juliana Penna, o vértice do trio Sandra & Márcio Antiquário e Galeria de Arte, sob o título 'Late & Last' (numa tradução livre: 'Última Chamada'), passou
a realizar, a cada último sábado do mês, uma atração especial, em horário diferenciado, entre 10 e 18 horas, assim como uma atração paralela às suas promoções
regulares. Nesta primeira edição, que aconteceu no último sábado, a convidada foi a artista plástica Sônia Gomes, que esteve presente local e deu o chute inicial ao evento.

A pequena seleção do que há de mais recente da artista-plástica foi pinçada do acervo da própria Sônia Gomes da galeria. São desenhos em técnica mista feitos em pequena tiragem, aos quais ela aglutinou novos elementos, num misto de desenho, xerox e relevos. Tal tiragem foi emoldurada, alcançando quase que duas dúzias de peças únicas. Além disso, suas esculturas, objetos e instalações, batizadas pela artista de 'Torsões', foram distribuídas por todos os ambientes, incluso aquela Torre-Instalação que foi apresentada quando do encontro do BID, juntamente com trabalhos dos mais conceituados artistas contemporâneos mineiros. Uma atração à parte: propostas tridimensionais, da série apresentada na Bienal de
Santos, complementam o conjunto. Enfim, uma individual com sabor de minirretrospectiva. Juliana Penna traz assim, a Belo Horizonte, uma iniciativa já comum em grandes centros como Paris, Londres e Nova Iorque, e que ela conheceu de perto em Viena. Próxima atração a ser confirmada: conceituado curador que atua no eixo Rio e São Paulo. Aguardem, pois. O 'Última Chamada', então, aconteceu no sábado, na Sandra & Márcio, localizada na Rua Passatempo, 477, Carmo-Sion, das 10 às 18 horas. Depois da inauguração do evento, algumas propostas da artista ficarão no acervo em termos de bidimensionais e tridimensionais.

Projeto Gravura está na Faop

O ½Projeto Gravura", criado no Atelier de serigrafia de Escola Guignard (UEMG), em 1990, é resultado da iniciativa das artistas e gravadoras Glória Lamounier, Edna Moura e Ana Cristina Brandão. Desde sua criação, este projeto construiu rica trajetória em pesquisas realizadas e, posteriomente, levadas ao público em exposições coletivas. A seleção de 21 artistas e 21 propostas resultou na edição atual, em cartaz na Galeria de Arte da Faop (Fundação de Arte de Ouro Preto). O
trabalho do núcleo é o ponto de partida e a serigrafia foi a técnica eleita por todos eles. Além disso, a linguagem mostra-se fortalecida pelos resultados alcançados,
referência maior em termos de excelência no país. Integram a coletiva os professores-gravadores: Glória Lamounier, Cláudia Renault, Eymard Brandão, Edna
Moura, Paulo Roberto Lisboa, Marco Túlio Resende, Thais Helt, Renato Madureira e Isaura Pena. Também: Ana Firme, Mary Lane Amaral, Sebastião Miguel Castano, Humberto Guimarães, Adriano Gomede, Ana Cristina Brandão, Júlia Portes, Sérgio Vaz, Pedro Augusto, Carlos Woleny e Fátima Pena.

Projeto Gravura 2006 - Galeria Faop de Ouro Preto (Rua Getúlio Vargas, 185). Visitas de segunda a sexta, de 9 às 20 horas. Sábado e domingo, de 9 às 14 horas. Até 4/6.

(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte. Home Page: www.morganmotta.com. E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br)

01.06.2006