Bagagem mineira

Proposta de Leandro Gabriel (foto divulgação)

Projeto criado pela crítica de arte e curadora Radhá Abramo, “Uma Viagem de 450 Anos em São Paulo" objetiva reunir grande quantidade de obras de vários artistas, à comemoração dos 450 anos da cidade de São Paulo (dia 25 de janeiro).
Todas essas obras foram confeccionadas a partir de um mesmo suporte: malas de massa, retiradas pelos artistas no Sesc Pompéia, em São Paulo. Essa idéia, a das malas, foi utilizada inicialmente em “A Grande Viagem, Passaporte para o Ano 2000" _ exposição que reuniu 38 artistas conhecidos da cena cultural paulistana, também com curadoria de Radhá Abramo. Para a mostra de agora, a mala representa a quantidade de migrantes que participaram na construção de São Paulo.
Artistas mineiros de destaque aceitaram a proposta e participam da coletiva. Sob o título “Mineiros nos 450 Anos", assim escrevemos para o catálogo a ser colocado na frente de cada representação dos diferentes estados e territórios brasileiros: “Os dezenove artistas mineiros desta coletiva atenderam à proposta de um único suporte da curadora Radhá Abramo. Fátima Santiago, Gilberto Lustosa, Leandro Gabriel, Paulo Coelho e Tiago Fazito, entre outros, também coincidem no uso de praticamente os mesmos materiais: aço inox e oxidado, resíduos industriais, todos sempre presentes em suas esculturas e instalações".
Do mesmo grupo, destacam-se ainda a dupla Cláudia Lambert e Lúcia Kubitscheck, com “A Capela da Nonna" (releituras de Portinari), Selma Weissmann, com passaportes e outros documentos dos seus antepassados que vieram da Áustria (tudo dentro de garrafas pet), Rui Santana e sua “Arqueologia Primária" (figuras carimbadas por fora da mala e, por dentro, pintadas sobre pedras de São Tomé).
Valéria Delfin, Valdelice Neves, Getúlio Starling e Laila Assef, Ana Paula Lanari, Joalce Fernando, Léo Piló, Hogenériko, Yolanda Misk e Fernando Vignolli são outros mineiros em São Paulo. Criticados por uns e elogiados por outros, eles estão acima de tudo e de todos, pela maneira cuidadosa com que criaram suas propostas.
“Uma Viagem de 450 Anos em São Paulo" pode ser visitada a partir de 20 horas de quarta-feira, e até 29 de fevereiro, de 10 às 18 horas, na Grande Galeria Sesc Pompéia (Rua Clélia, 93, São Paulo/SP, próximo do Parque Antarctica). Outras informações podem ser obtidas no site “www.sescsp.org.br".
De caráter itinerante, a exposição depois percorrerá outras cidades brasileiras, inclusive Belo Horizonte, em maio.

Morgan da Motta
19.01.2004