VISUAIS

Leilão de inverno na Vitor Braga x Jussara Costta & Nova galeria





FOTOS: JÚLIO HUBNER/DIVULGAÇÃO DO CATÁLOGO


1 - Juçara e suas propostas em termos de escadas.

2 - Milton Dacosta

3- Três vezes Rubem Ludolf com óleo sobre tela de acervos de galerias do eixo Rio e São Paulo.



Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS


Um dos mais conceituados “marchands” das Minas Gerais, Vitor Braga, promove nos dias 11 e 12 de agosto duas noites de leilão, no Hotel Caesar Business (Av. Luis Paulo Franco, 421 – Belvedere), no entorno do BH. Shopping. Nas noites de quarta e quinta da próxima semana, 280 obras de aproximadamente 150 artistas plásticos ou visuais se preferem, estarão à disposição dos colecionadores mineiros.Por sua vez, Juçara Costta em plena sexta feira 13, diga-se de passagem do mês de agosto, sob o título: “Uma Perna Cansada de Decifrar Estrelas, por isso preciso inventar Escadas”, vai inaugurar o mais novo espaço cultural da cidade, Juçara Costta Espaço de Arte, à Rua Pouso Alto, 199, na Serra. Paralelamente, Orquestra de Flautas, Performance do Grupo de percussão “Sons Brasil e de quebra, João Timponi (Harmônica) e Eduardo Pinto Coelho (violão). O apoio cultural é da Vilma Alimentos, da família da expositora.


Destaques das duas noitadas

Os destaques ou “best-sellers” das duas noites do Leilão de Inverno poderão ser checados desde quinta ate terça da próxima semana ( 5 a 10 de agosto), na Galeria de Arte Rugendas Vitor Braga, avenida Nossa Senhora do Carmos, 1650, no Sion, das 11 às 21 horas.Quanto ao leilão propriamente dito no Belvedere, nas noites de 11 e 12 a partir das 21 horas.Os destaques tanto da exposição como dos leilões são seis grandes coleções brasileiras, entre elas a coleção do ex-diretor do Museu de Arte da Pampulha, Hamilton Mourão, o acervo do dono da Boutique de Investimentos de Brasília Henrique Domingues e obras da coleção particular do ex-governado mineiro, Milton Campos. Sem dúvida um misto de raridades e algumas preciosidades.
Vale a pena ver antes – na exposição – e depois nas duas noitadas de leilões: Volpi, Guignard, Antonio Bandeira, Pancetti, Cícero Dias, Ianelli, Manabu Mãe, Bianco, Reynaldo Fonseca, Siron Franco, Dacosta, Marcier, Amílcar de Castro, Bruno Giorgi, Bonadei, Ceschiatti, Aldemir Martins, Eduardo Sued, Geraldo de Barros, Mira Schendel, Ione Saldanha, Tenreiro, Di Cavalcanti, Mário Silésio, Goeldi e o vanguardista Cláudio Tozzi.
Burle Marx, Sérgio Telles, Donísio Del Santo, Antonio Dias, Orlando Teruz e Ivan Serpa.Também irão à leilão obras dos contemporâneos Nelson Leirner, Miguel Rio Branco, Gonçalo Ivo, Cildo Meireles, Rubem Ludolf recém falecido, Artur Barrio, Antonio Henrique do Amaral e Ana Maria Maiolino , dentre outros.Além disso, Castneto, Antonio Parreiras, Benedito Calixto, Garcia Bento, Aníbal Mattos, Edgar Walter, Oswaldo Teixeira, Carlos Chamberland, Armando Viana.Dai, recomendamos com entusiasmo este primeiro leilão do segundo semestre de 2010.



Juçara, a incansável

Ousada, inesperada e experimental são algumas das expressões que ganhou (ram) o que há de mais recente da doublé de atriz e artista plástica. Reitero: vernissage sexta feira 13, ficando em cartaz até o dia 20 de novembro, Rua Pouso Alto, 199 na Serra. Composta por 15 escadas de diversos tamanhos e técnicas variadas, comentaremos depois do “vernissage”. Para Juçara, as escadas são metáforas que provocam o olhar do outro nossas subidas e descidas na vida.”Todo este tempo que tenho me dedicado a esta exposição, estou muito feliz, pois com este trabalho mudei, e, agora, não consigo ver escadas com um olhar limitado”.Um prato cheio para aqueles que apreciam aqueles que trafegam por suportes variados e nem sempre pensados...


(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Associação Internacional de Críticos de Arte - Orgão da Unesco.
Home Page: www.morganmotta.com
E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br


02.08.2010