Pluralidade singular

“Botânico", de Cláudio Luiz de Paula Santos (FOTO RICARDO MORDENTE)

A variedade de estilos do artista plástico mineiro (de São João del-Rei) Fernando Pacheco faz dele um dos mais experientes nomes da pintura e, por extensão, da arte contemporânea brasileira. Em sua nova exposição, ele reúne dez óleos sobre telas monumentais, mais 14 aquarelas sobre papelão, no padrão box-form. Em contraste com situações surrealizantes, comparecem formas figurativas distorcidas e propostas expressionistas da maior qualidade.

Registrando objetos do cotidiano, como um piano, ou corpos humanos fragmentados e até animais, Pacheco instiga o olhar com situações que pairam nos limites do surrealismo e do expressionismo alemão.
Sem fazer malabarismos ou se desviar de sua personalidade, o artista trafega por diferentes técnicas, explorando tendências ou trends (leia-se modas).
Essa sua nova incursão, em termos de moda e tecnologia conjugada com textéis, comprova que ele está sempre em evolução. Trata-se, sem dúvida, de uma carreira construída em bases sólidas, a partir do desenho bem elaborado _ de que resultam verdadeiros desenhos pintados.

Por sua vez, também trafegando nos limites do abstracionismo e do surrealismo, Cláudio Luiz de Paula Santos apresenta o que há de mais recente de sua produção de pinturas e desenhos. Ele oferece dez propostas de porte médio, permitindo uma visão da fase atual, na galeria de arte da Cervejaria Brasil.
Santos, com a série lápis-de-cor sobre papel vergê, com acabamento em verniz fixador fosco, usa e abusa de cores quentes, do que resulta uma verdadeira explosão de símbolos e cores, principalmente na série “Botânico". Fernando Pacheco _ Na Galeria Oito Arte-Objeto (Avenida Picadilly, 105, loja 120, Alphaville Mall, Lagoa dos Ingleses), de quinta a domingo, de 11 às 18 horas. Até 14 de maio. Cláudio Luiz de Paula Santos _ No espaço cultural da Cervejaria Brasil (Rua Aimorés, entre Rua Maranhão e Avenida do Contorno), diariamente, de 18 às 22 horas. Até 7 de maio.

Morgan da Motta
19.04.2004