VISUAIS

Pinturas em evidência: Bax, Marina & Roberto Mascarenhas na Otto



FOTOS: DIVULGAÇÃO

1 - Cristo Submerso de Bax, na BDMG Cultural

2 - Pintura recente de Roberto Mascarenhas na Otto Cirne

3 - Bumba meu boi segundo Marina Jardim


Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS


O roteiro de Artes na Semana bastante movimentado. O destaque maior vai ser a reabertura da Galeria de Arte do BDMG Cultural, com a individual de Petrônio Bax sob o título "200/faces de Jesus de Nazaré – Homenagem a Bax recentemente falecido e ao Dia da Natividade de Nossa Senhora. A propósito, vista anteriormente no Museu da Inconfidência de Ouro Preto. Sem dúvida, uma oportunidade para se fazer uma revisão do artista – integrante de um dos primeiros grupos do mestre Alberto da Veiga Guignard - do qual participaram Mário Silésio e Amílcar de Castro.

Enfim, as faces submersas de Jesus de Nazaré reforçam simultaneamente dois aspectos fundamentais do ícone, segundo Pannikar o mistério e a transparência. Além disso, o mar é o topos do silêncio profundo, onde se amplificam as ressonâncias do mistério. Por outro lado, é o símbolo máximo da transparência, do que se revela sem nunca se desvelar por inteiro. Voltaremos aos comentários após a reabertura.


- Vernissage, para convidados, na quarta feira dia 8 de setembro, das 20 às 22 horas. Fica em cartaz até o dia 4 de outubro, com visitas das 10 às 18 horas, das segundas às sextas, à Rua Bernardo Guimarães, 1600.

Variações no Espaço Otto Cirne

Pinturas: variações por Roberto Mascarenhas, reúne o que há de mais recente de toda produção do artista. Essencialmente expressionista e, às vezes até certo ponto surrealista, Roberto Mascarenhas apresenta sua visão ligeiramente geometrizada, com seus volumes estanques entre o céu e a terra.

Mascarenhas, depois das inúmeras séries em torno do carnaval "au grand complet", ao que parece retorna sua temática de sempre: cidades históricas com seus volumes bem equilibrados.

Por sua vez, desde o dia 8 de setembro até o dia 30, de segunda às sextas, na sede da Associação Médica de Minas Gerais, que fica à Avenida João Pinheiro quase esquina de Rua Guajajaras. O Espaço Cultural Otto Cirne, através de sua galeria, inaugura uma das três últimas exposições do calendário 2010. Vale a pena ver de novo, sendo que da mesma maneira que a exposição de Bax (acima comentada), recomendamos com entusiasmo.


Marina Jardim na Galeria Sesc-MG

Marina Jardim, uma das mais conceituadas artistas primitivistas das Minas Gerais, expõe até o dia 30 de setembro, na Galeria de Arte SESC-MG. Sob o título "Cor e Movimento ela trafega principalmente por festas folclóricas mineiras, num cenário de muita cor e movimento, sendo que o Bumba meu Boi que ilustra o convite é um dos mais representativos da série.

A crítica de arte e animadora das artes visuais Mari'Stela Tristão foi quem nos pôs em contato com a carreira e a obra da Marina.De lá pra cá de 2 em 2 anos ela sempre realiza mostras individuais cheia de novidades sem se desligar por completo de sua temática maior: festas folclóricas de Minas Gerais. A Galeria de Arte do SESC fica à Rua Tupinambás, 956 , no primeiro andar, onde pode ser vista das 12:30 às 18:30 horas de segunda a sexta.


(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Associação Internacional de Críticos de Arte - Orgão da Unesco.
Home Page: www.morganmotta.com
E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br


06.09.2010