VISUAIS

Hélcio, em cartaz & Bienal



FOTOS: DIVULGAÇÃO

1 - Proposta de Hélcio Augusto

2 - Proposta da série Inimigos de Gil Vicente

3 - Santos de Maria Abadia na Sesc



Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS


Hélcio no Pic Cidade

Hélcio Augusto Roscoe Fernandes, artisticamente Hélcio Augusto, sob a curadoria da historiadora e crítica de arte Guiomar Lobato, é atração no momento na galeria de arte do Pic Cidade. Mineiro de Belo Horizonte, Hélcio estudou na Escola Guignard da Universidade de Minas Gerais e nela se formou em Artes Plásticas e Educação Artística.

O expositor é professor de pintura e história da arte. Atualmente, ele trafega pelas paisagens e sub-paisagens, demostrando uma grande virada em suas propostas. Por outro lado, tudo que ele cria pode-se afirmar que na maioria das vezes em interface com o meio ambiente.

Por sua vez, a curadora de sua individual Guiomar Lobato assim escreveu no catálogo sobre sua fase atual: "Hélcio Augusto comunica um ideal de paz e respeito à natureza". Acompanho sua trajetória desde o início e percebo que seus quadros eram mais densos e detalhados. Hoje, suas pinceladas são maiores, mais soltas, mas transmitem o mesmo estado de sua alma idealista, sonhadora, apegada à estética do belo em sua forma e mais pura. Sem dúvida, ele atingiu o estágio de amadurecimento profissional e prevejo para ela uma trajetória marcante no cenário da arte contemporânea brasileira.

- Fica em cartaz no Pic Cidade até o fim do mês, podendo ser visitado das segundas aos sábados, das 8 às 22 horas. Recomendamos com entusiasmo.


Santos de Maria Abadia

Mãe do artista contemporâneo João Virmondes, também residente em Uberlândia, Abadia se inspirou no próprio filho para trilhar o caminho artístico e vencer uma depressão. Dessa parceira mãe e filho, popular e contemporâneo se fundiram e surgiram santos que povoam o fazer desta artista. Enfim, se santos tem como base garrafas pet, onde são montados os corpos. Utilizando-se de uma liga de cola e argila, a artista prepara separadamente as mãos, os corpos e os pés.

Conjugados com tecidos que os vestem ou apenas os cobrem. Maria Abadia começou a trabalhar esculturas em 2005, quando se mudou de Ituiutaba para Uberlândia e, estimulada pro Rafael Tannus do SESC, realizou exposição de presépios em Uberlândia.

- Inaugurada no dia 7 de outubro, fica em cartaz até o dia 5 de novembro, na Galeria de Arte do SESC-MG, com visitas de segunda a sexta das 12:30 às 18:30. Vale a pena ver de novo.


Bienal de São Paulo

A Bienal Internacional de São Paulo, o mais importante evento de arte contemporânea da América Latina, chega a sua 29ª edição. Depois do fiasco que foi a anterior, a bienal do vazio..., sem alcançar o rótulo de excelência oferece um pequeno "upgrade" numa tentativa de salvar o que parecia não ter mais jeito, como aconteceram as anteriores sob as presidências de Edemar Cid Ferreira e o Mister Pires, ambos de tristes memórias.

Na abertura, na base da leitura dinâmica, fizemos uma visita de quase quatro horas. Depois de novas visitas, em um total de três dias e 15 horas, prometemos uma análise profunda permitindo uma crítica mais apurada e mais abrangente.

Enfim, em display aproximadamente 600 obras de 159 artistas, podendo ser visitada na segunda, quarta, sábado e domingo, das 9 às 19 horas. Quintas e sábados, das 9 às 22 horas.

- Fica em cartaz até o dia 12 de dezembro, no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera em São Paulo. Aguardem nossos comentários numa das próximas segundas.


(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Associação Internacional de Críticos de Arte - Orgão da Unesco.
Home Page: www.morganmotta.com
E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br


11.10.2010