VISUAIS

Arte de peso em Contagem



FOTOS: RICARDO LIMA/DIVULGAÇÃO

1 - Gilberto Lustosa

2 - Paulo Coelho

3 - Fátima Santiago


Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS


Desfila esculturas e objetos nos jardins da Prefeitura de Contagem

Um recorte da coletiva de esculturas e objetos realizada em dezembro, no Parque Municipal, está desde a semana passada nos jardins da Prefeitura de Contagem. Agora, ganha nova versão e novos "displays" em termos de espacialidade versus visualidade.
Realizada sob a curadoria da escultora Valéria Delfin, reúne o quarteto formado por Fátima Santiago, Gilberto Lustosa, Leandro Gabriel e Paulo Coelho. Enfim, formada por propostas tridimensionais englobando esculturas-e-instalações, realça o que há de mais criativo e representativo do quarteto dos notáveis. São parte dos 16 e 21 artistas plásticos que sob nossa curadoria, através do Tridimensional na Arte Contemporânea, exibiram seus trabalhos anteriormente: no Museu de Arte Contemporânea – MAC USP - da Universidade de São Paulo, no Museu de Arte Moderna de Brasília e no Espaço Cultural da Usiminas, em Ipatinga.

Quem é quem

Ao entrar no hall da Prefeitura de Contagem, o visitante depara com esculturas de Fátima Santiago, ou seja, um conjunto em aço inox, sendo que nos jardins ela optou por esculturas em ferro e aço que pairam nos limites do neoconcreto e do minimalismo. Por sua vez, nos jardins é a hora e a vez dos demais integrantes, com seus trabalhos monumentais plantados no chão como gostava de falar o mestre maior da escultura mineira: Franz Weissmann. Paulo Coelho faz crítica a devastação do meio ambiente, conjugando tronco e madeira em ferro e madeira. Já Gilberto Lustosa, além dos seus conhecidos e reconhecidos totens apresenta mega instalação em aço valorizada pelos recortes, pelas ondulações e principalmente pela monumentalidade. Por fim, Leandro Gabriel com suas megas esculturas – da mesma série que estão em frente ao Ponteio Lar
Shopping utiliza-se de resíduos industriais e de ferro. Sem dúvida, sugerindo uma minifloresta de cactus.

Nos planos do grupo que expôs no MAC DA USP, sob nossa curadoria e no aniversário do Parque Municipal em dezembro do ano passado, sob a curadoria de Yara Tupinambá, estão planos de marcar itinerância pela Europa e pelos Estados Unidos, no final de 2011 e início de 2012. Em se tratando de uma exposição de várias toneladas – DE PESO - restam negociações em termos de patrocínios e transportes. Os curadores da Bienal Internacional de São Paulo, se fossem um pouco mais inteligentes, teriam convidados todos os 4 para a próxima Bienal.Sem dúvida, estão prontos para representar o Brasil em qualquer Bienal Internacional.

-Fica em cartaz até o final de novembro, no hall e jardins da Prefeitura Municipal de Contagem, com visitas nos mesmos dias e horários daquela prefeitura.


(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Associação Internacional de Críticos de Arte - Orgão da Unesco.
Home Page: www.morganmotta.com
E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br


13.09.2010