ARTES VISUAIS - MORGAN DA MOTTA(*) - VISUAIS: 15.05.2015

SEBASTIÃO SALGADO, CILDO MEIRELES & JOSÉ ROBERTO TEIXEIRA LEITE E "CADERNO 2" ENTRE OS PREMIADOS DA ABCA EDIÇÃ0 2015 - DIA 19 NO TEATRO SESC EM SAMPA

A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRÍTICOS DE ARTES, realiza na próxima terça feira às 20 horas no Teatro SESC VILA MARIANA a cerimônia, quando os vencedores receberão o troféu criado pelo escultor Nicolas Vlavianos. Além do premiado principal com o Prêmio Ciccillo Matarazzo – Personalidade Artística do Ano, leia-se Sebastião Salgado, os demais são: Caderno B do Estadão – Prêmio Antônio Bento de difusão das artes visuais na mídia, vencedor em 2003 que voltou a ganhar este ano. Cildo Meireles, reconhecido por sua trajetória no Prêmio Clarival do Prado Valladares. Por sua vez, foram premiados respectivamente os críticos Cauê Alves, crítico filiado pela atuação durante o ano, e Mariza Bertoli (pela trajetória filiado ou não). José Roberto Teixeira Leite, conquistou o Prêmio Sergio Milliet como autor por pesquisa publicada João Turin: Vida, Obra e Artes, bem como pela Curadoria da mesma mostra em Curitiba, mesmo Estado da Editora Nossa Cultura; enquanto que Aline Figueiredo recebe o Prêmio Maria Eugênia Franco (curadoria pela exposição) pela mostra Percurso. Magia propiciatória no Museu de Cultura e Arte Popular da Universidade Federal do Mato Grosso.

Voltando ao mineiro de Aimorés e cidadão do mundo, Sebastião Salgado, além de sua atividades pelo mundo afora no ano passado, simultaneamente, ele realizou mostras em Belo Horizonte, Gênesis na Grande Galeria Alberto da Veiga Guignard do Palácio das Artes e Fundação Museu Inimá de Paula com Êxodos. Além disso, através do curta metragem - documentário Sal da Terra sob a direção de Win Venders e do seu filho Juliano Salbado foi finalista do Oscar.

POR FIM, foram ainda premiados na Casa Daros no Rio de Janeiro, Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade, ou seja, Instituição pela programação, Carlos Bracher por sua retrospectiva no Centro Cultural Banco do Brasil de BH e SAMPA e o crítico baiano Sérgio Romero pelos 40 anos de trabalho no jornal Correio da Bahia ganharam Destaques Especiais além dos premiados nas diversas categorias e incluso à Revista da USP, DEDICADA à Artes Visuais. Em tempo: não se pode esquecer O Instituto Terra que associa reflorestamente com educação ambiental que visa, antes de tudo, recuperar a Mata Atlântica e o Rio Doce em municípios do Espírito Santo e de Minas Gerais, ONG fundada pelo casal Lélia WANICK SALGADO E SEBASTIÃO SALGADO.

Foto da capa do Catálogo Gênesis, no Palácio das Artes que teve o apoio cultural da Companhia da Vale do Rio Doce, do Ministério da Cultura, da Agência Amazonas Image, sediada em Paris, do casal Salgado.

(*)Morgan da Motta é jornalista, cineasta e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e da Associação Internacional de Críticos de Arte – AICA – órgão da UNESCO – PARIS.BLOG: www.morganmotta.com e e-mails: mmotta@morganmotta.com e contato@morganmotta.com.