Verão e premiação


FOTOS: DIVULGAÇÃO-ABCA/ARQUIVO HOJE EM DIA

1 - Trabalho de Abraham Palatnick, do Rio de Janeiro, concorrente ao Prêmio Mário de Andrade da ABCA

2 - Adriana Varejão, artista mineira que concorre ao Prêmio ABCA pela linguagem ousada e moderna



Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS

Nos anos 60 e 70, os “happenings” aconteciam em galerias, museus, bienais e até em bares e restaurantes. Na maioria das vezes com deboche e consistência e, principalmente, recorrentes ao tropicalismo. Agora, com o tempero dos trópicos e recorrente ao “Piscinão de Ramos”, coube à galeria Murilo de Castro, em plena Rua Benvinda de Carvalho, no Bairro Santo Antônio _ e um “bunch” de artistas visuais emergentes e outros tantos estabelecidos e até certo ponto conhecidos dos mineiros _ oferecer tal “happening” no final de semana.

Os resultados podem ser conferidos a partir de hoje e até o dia 13 de março, sob a curadoria de Marco Antonio Portela, na Galeria Murilo de Castro.
É um dos trabalhos importantes e de destaque nas galerias da cidade.
A invasão de mais de 40 artistas plásticos cariocas à praia mineira...
A piscininha fazendo às vezes do Piscinão, obedece ao seguinte “script” ou roteiro: a) a invação ocorreu em comemoração ao verão, época tão fértil e adorada pelo povo litorâneo e, por que não?, dos mineiros.
Um ônibus com todos os integrantes da mostra coletiva estacionou à porta da galeria poucas horas antes da abertura, cada um carregando suas respectivas propostas debaixo do braço.
De maneira livre e espontânea após a instalação , participaram de um churrasco ao lado da pisicna plástica instalada no espaço estanque quase tanque que sempre existiu por lá.
Por que isso? Como se sabe, a galeria, inusitadamente, já possuia tal piscina mesmo antes de sua inauguração, que acabou por ser aterrada.
Uma exposição onde os artistas invadiram a galeria e a piscina só caberia nesse contexto.
Daí, através de inúmeros “happen ings” isolados, com muito humor, alegria e deboche, assim se fez e produziu o evento.
Ah! Que saudades dos antigos eventos no gêneros nas mostras de arte contemporânea do Museu de Arte da Pampulha.
Também dá saudade da Bienal Jovem de Paris e em algumas bienais de São Paulo e no Museu de Arte Moderna do Rio, onde Antônio Manoel sugeriu por ovos numa versão humana das galinhas...
Os resultados ou desdobramentos do Piscinão da Rua Benvinda de Carvalho, 60, no Bairro de Santo Antônio, poderão ser conferidos até o dia 13 de março, ou então no site “www.murilo castro.com.br”.
Mudando de conversa. Os nomes que concorrem ao Prêmio ABCA 2008 aprovados na Assembléia Geral Ordinária do dia 26 de janeiro de 2008, ganham eleição de caráter nacional, sendo que hoje, dia 16 de fevereiro, segunda-feira, corresponde ao último dia de votação.
O sócio poderá votar em todos os prêmios e/ou naqueles nomes de sua livre escolha.
Daí, vamos às categorias e os destaques dos mineiros nominados. Prêmio Gonzaga Duque(crítico filiado pela atuação durante o ano): Alberto Beuttenmuller-SP, Almerinda da Silva Lopes/ES; Prêmio Mário Pedrosa (artista de linguagem contemporânea: Adriana Varejão/MG, Hilal Sami Hilal/ES, Iran Espírito Santo/SP, Rosangela Rennó/RJ e Vick Muniz/SP.Prêmio Sérgio Milliet (autor por pesquisa publicada): José Alberto Nemer/MG, Maria Helena Flexor/BA, Percival Tirapeli/SP e Regina Teixeira Barros/SP.
Prêmio Ciccillo Mattarazzo (personalidade atuante na área – antigo Prêmio Mecenas): Mauro Tunes/MG, Jorge Gerdau Johannpeter/RS e Danilo Santos de Miranda/SP.
Prêmio Mário de Andrade (trajetória de critico filiado ou naõ): Antonio Santoro /SP, Frederico Morais/RJ e Paulo Herkenholff/RJ.
Prêmio Clarival do Prado Valladares (artista pela trajetória): Abelardo da Hora/PE, Abraham Palatnick/RJ, Flávio Shiró/SP e Mário Cravo Jr./BA.
Por sua vez, o Prêmio Maria Eugênia Franco (curador por exposição) vai ser disputado entre Fábio Magalhães/SP, Helouise Costa/SP e Marcus Lontra/RJ.
Quanto ao Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade (instituição pela programação), os concorrentes deste ano são Caixa Cultural/RJ, Museu Oscar Niemeyer/PR, Museu Vale/ES e Sesc Cultural/SP.
Prêmio Antônio Bento (difusão das artes visuais na mídia): Revista eletrônica 19 e20/RJ, Jornal da USP/SP e Sesc Cultural/SP.
Finalmente, Prêmio Paulo Mendes de Almedia (melhor exposição): Exposição Marcel Duchamp, Exposição Maria Bonomi e nNicolas Antoine Taunay.
A apuração vai ser no dia 2 de março, no Museu Brasileiro da Escula – Mube – Sala Burle Marx, em São Paulo, na presença da comissão de eleição e de todos os sócios da Abca interessados.


(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Associação Internacional de Críticos de Arte - Orgão da Unesco.
Home Page: www.morganmotta.com
E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br


16.02.2009