A hora dos leilões

FOTOS: JULIO HUBNER/AGNUS DEI/CRISTINA MONTHEIRO

Rosto de mulher (1), de Alberto da Veiga Guignard, destaque no leilão de terça-feira no Palácio dos Leilões, Pintura (2) de Nicolás Pablo e (3) Pintura de Pablo Genaro


Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS


O Palácio dos Leilões, a mais antiga galeria e casa de leilões da cidade, comemora o trigésimo-sexto aniversário como um dos locais do gênero dos mais conceituados em Belo Horizonte e no Brasil. Outros destaques são as exposições de pinturas na Galeria Agnus Dei e no Aeroporto de Confins, respectivamente do espanhol Taco e do franco-argentino, residente em Belo Horizonte, Nicolás Pablo Terroba. Enfim, depois dos leilões da Rugendas-Victor Braga e do Errol Flynn, também galeria de arte e casa de leilões, vai ser a hora e vez de “checar” a quantas andam os leilões no calendário de 2009.

Nesta terça-feira, a partir de 20h30 horas, no bater do martelo, além do Guignard que ilustra a capa do catálogo, em termos de pinturas os destaques maiores no Palácio dos Leilões são Aldemir Martins, Anita Malfatti, Antonio Bandeira, Arcângelo Ianelli, Bax, Bustamante Sá, Chanina, Cláudio Tozzi, Eduardo Sued, Emeric Marcier e Enrico Biancho.
Em termos de objetos, Fernando Lucchesi, fazendo contraponto com esculturas de Francisco Stockinger, Bruno Giorgi e Maurino Araújo.
Entre os desenhos, guaches e aquarelas, os best-sellers são Antonio Bandeira, Loio Pérsio, Samson Flexor, Hector Carybé e Álvaro Apocalypse. Por fim, voltando às pinturas: Manabu Mabe, Rubens Gerchmann, Siron Franco, Chanina, Miguel Gontijo, Fátima Pena e Milton Dacosta.
Os interessados contam com manobristas à disposição à Rua Gonçalves Dias, 1866, no bairro de Lourdes, a partir de 20 horas de terça-feira.
Mudando de assunto, Paco Curtis Genaro, artisticamente Paco, nascido em Barcelona nos anos 1970, teve sua primeira individual em Paris, em 2000, na Toast Gallery. Agora, residente no Rio desde 2006, depois de itinerantes pela Espanha e Itália, realiza sua segunda individual na Galeria Agnus Dei.
Ele trafega pela técnica de impressão Fine Art, também conhecida como giclée, sobre superfície acrílica. Esta é a proposta mais recente do artista, que tem uma preferência toda especial para o figurativo estilizado-manipulado, excelentes figuras em nível de ilustrações literárias e outros gêneros. Enfim, demonstra antes de tudo, que o processo de impressão Fine Art sobre acrílica funciona tanto em termos de ilustrações como criações de pinturas e outros objetos de arte.
Para aqueles que gostam de novas mídias e técnicas, a individual de Paco, na Galeria Agnus Dei, Rua Santa Catarina, 1155 em Lourdes, é a melhor indicação. Fica em cartaz até o fim do mês.
Na galeria de arte do Aeroporto Internacional de Confins, no terceiro andar, próximo aos portões de embarque, agora sob coordenação e curadoria de Nilze – a incansável que insiste e não desiste – Monteiro, apresenta,até o dia 31, individual de Nicolás Pablo Terroba.
Nascido em Buenos Aires na década de 1980, onde viveu até 2006, reside desde 2008 em Belo Horizonte. Aqui, frequentou projetos em Gravura, nas técnicas xilogravura e metal, pelas mãos da gravadora e pesquisadora Lúcia Gouvêa Pimentel. Ele já experimentou vários materiais, no entanto, elegeu o óleo sobre tela em grandes formatos para a mostra em questão.
Pablo Terroba segue a tendência do abstrato como uma distorção da realidade, visando conseguir maior amplitude de expressão do mundo real, com ênfase no aspecto sensual. Além do expressionismo abstrato, a grande referência na sua proposta é seu estilo até certo ponto aleatório, ao que parece, herdado dos seus mestres argentinos, Guilhermo Cuello, Eduardo Bernard Levy, Georgina Labró e Oscar De Bueno, dentre outros.
Por falar na galeria da Infraero, que fica no sentido oposto do painel da Yara Tupinambá e da Galeria da Haidée Muglia, volta mais dinamizada, em vez das mostras esparsas.
A mostra individual de Nicolás Terroba fica em cartaz no terceiro andar, logo acima do check-in da Tam, até o dia 31.


(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Associação Internacional de Críticos de Arte - Orgão da Unesco.
Home Page: www.morganmotta.com
E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br


21.03.2009