Os novos e os consagrados


FOTOS: DIVULGAÇÃO DOS ARTISTAS

1 - Maternidade, óleo sobre tela de Orlando Teruz, lance inicial de 32 mil Reais.Ao lado de Manabu Mabe, Portinari e Tarsila, os mais cotados.

2 - Sara Carvalho, destaque na coletiva da Guignard.

3-Intervenção pública de Alexandre Queiroz.


Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS


A Galeria de Arte Vitor Braga e Casa de Leilões, das mais conceituadas da cidade, com o seu Grande Leilão de Inverno amanhã terça feira, encerra o calendário no gênero no primeiro semestre.

Sem dúvida, excelente oportunidade para pessoas que desejam adquirir obras de arte, pois em leilões, na maioria das vezes o valor que a obra é arrematada, é sempre abaixo do seu valor real do mercado. Enfim, sem o ranço dos leilões beneficentes que, o que predomina é a vaidade em vez do interesse pela obra em si.
Presente no acervo a ser leiloadas, 150 obras num conjunto de cinco coleções particulares brasileiras, com destaque para uma coleção particular de Belo Horizonte, outras do Rio de Janeiro, do Distrito Federal e até da colecionadora Marina Cardoso de Goiás que, ao contrário dos demais não se importa de ter seu nome citado. Sabe como é: disputas e brigas familiares, discrição em nível de herança(as) e incluso estórias de ex-mulheres...Entre os "best-sellers", conceituados nomes do nosso modernismo e da nossa arte contemporânea, tais como: Portinari, Tarsila do Amaral, Djanira, Di Cavalcanti, Bandeira, Lygia Clark, Anita Malfatti,Bianco, Milton Da Costa, Visconti, Iberê Camargo e Inimá de Paula.E ainda: Orlando Teruz, Mira Chendel, Siron Franco, Sérgio Telles, Rubens Gerchman, Mario Zanini, Bruno Giorgi, Eduardo Sued, Reynaldo Fonseca, Scliar, Marcier e até Marc Chagal, Artur Piza, Artur Barrio e até Fachinetti e Bernardelli.
Local: Hotel Cesar Business, à Avenida Luis Paulo Franco, 421 - Belvedere, ao lado do BH Shopping - terça feira dia 23, a partir das 21 horas.

Coletiva & Individual em cartaz

Mostra coletiva ora em cartaz na Galeria de Arte da Escola Guignard - UEMG reúne propostas dos alunos e professores orientadores dos formados da Pós Graduação em Artes Plásticas e Contemporaneidade, coordenado pela professora Luzia Gontijo. No elenco Camila Gomes, Hudson Ludgero, Isadora Fonseca, João Perdigão, Maria Eugênia Salcedo Repolês, Maria Helena Lira, Nilcéa Moraleida, Rafael Soares, Regina Giffoni, TatáCardoso, Ulisses Moisés, Wendell Leal com destaques para o já conhecidos e estabelecidos como por exemplos: Alexandre Queiroz com intervenção pública, Sara Carvalho com pesquisa em stencil e Marcelo A.B. que também se faz presente em individual na Galeria do Primeiro Andar, com suas pesquisas em nível de arqueologia do urbano, da Maison de Arte.Visitas das 9 às 12 horas e das 14 às 21 horas de segunda a sexta, sendo aos sábados de 9 às 12 horas, Rua Ascânio Bularmaque, 540, Mangabeiras até 30 de junho.

Mudando de assunto

O arquiteto e artista plástico Marcos Anthony, primeiro arquiteto com deficiência auditiva do Estado de Minas Gerais e um dos primeiros do Brasil a graduar-se pela PUC - Minas expõe individualmente na Galeria SESC Minas até o dia 10 de julho. Atualmente, ele trafega pelas reinvenções de grandes obras da história da arte brasileira, com uma peculiar visão.No conjunto o artista se detém nas pinturas brasileiras, ou seja; antes da República, traduzidos com riqueza de detalhes e cores, em óleo sobre telas que chegam a 150 x 150 cm. Visitas de Segunda a sexta, das 12,30 às 18,30 horas, Rua Tupinambás, 956, Centro.


(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Associação Internacional de Críticos de Arte - Orgão da Unesco.
Home Page: www.morganmotta.com
E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br


22.06.2009