Formas e ambientes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


FOTOS: DIVULGAÇÃO

Corpos fragmentados (1) e (2) na visão de Mário Rufino, e ambiente criado por Vera Campos (3) na Maria Alice Decorações



Morgan da Motta (*)
CRÍTICO/ARTES VISUAIS


Individual de Mário Leandro Rufino Tomaz, artisticamente Mário Rufino, a ser inaugurada na terça-feira, na Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães (Biblioteca Pública da Praça da Liberdade), resulta no único vernissage em Artes na Semana. Já a terceira edição da Mostra de Decoração da Maria Alice Decorações, continua em cartaz em sua sede da Savassi. A primeira exposição reúne o que há de mais recente em termos de esculturas recorrentes aos ex-votos de Rufino; a segunda é mostra coletiva que conjuga propostas de artistas contemporâneos mineiros, sem maiores malabarismos, e a tradicional Casa Cor, na medida
exata.

Em nova série de escultura, objetos e uma única instalação em display a partir de amanhã, o artista plástico Mário Rufino apresenta sua opção pelo tridimensional, dando a ver as relações entre o corpo e o espaço. Na maioria das vezes, recorrentes aos ex-votos. São,na sua maioria, corpos humanos fragmentados que se contrapõem com objetos fragmentados e conjugados com arame, nos mais variados suportes e materiais. São a partir do gesso,passando pelos arames, tubos de P.V.C. e até cera,nangote e tecidos.
Integrante da edição do Resumo HOJE a ser realizada de 12 de dezembro a 10 de janeiro na galeria das exposições temporárias, no Museu Fundação Inimá de Paula, reinventa os ex-votos (sempre em madeira ou cera). Com novos materiais e diferenciados suportes, de maneira contemporânea, inovadora e por que não? experimental.
Trata-se de conjunto vibrante e de grande força, similar ao das esculturas hiperealistas de notáveis nomes ingleses e norte-americanos. Plantadas no chão, suspensas, sobre suporte e até instaladas num dos bancos existentes no saguão da galeria e teatro da Biblioteca Pública. Por fim, ele esclarece que as esculturas coloridas e pinturas quase-painéis, a serem criadas nos próximo dois meses, ficam na reserva técnica até a inauguração do próximo Resumo HOJE.
O vernissage da individual de Mário Rufino acontece amanhã, terça-feira, às 20 horas, na Galeria da Biblioteca Pública deMinasGerais,na Praça da Liberdade,21.Fica em cartaz até o dia 12 de setembro, com visitas de 8h30 às 19 horas, de segunda a sexta, e aos sábados, de 9 às 13 horas. Fechada aos domingos.
Mudando de conversa. Maria Alice Decorações apresenta,até o finalde setembro, mostra coletivade de coração e design que reúne design de interiores sob o olhar criativo de notáveis nomes da arquitetura, decoração e artes visuais. Esse é omote do evento que está em sua terceira edição.
O destaque maior fica para o módulo Estar e Jantar de Vera Campos, que realça e conjuga móveis, gadgets (apetrechos) e esculturasde Fátima Santiago e Mandalas empinturas, fitas objetos em aço de Graça Campos Pires incluso pinturas em diferentes formatos.
Os demais decoradores convidados são Joana Renault e LeandraMarques (escritório), Dante Lapertosa e José Alberto Viana (living),Marcos Nobre de Lima e Flávio Osamu (sala de leitura), Marli Viana e Valéria Leão (loft da executiva), MozartVidigal (estúdio) e LucianaMello e Juliana Mello (espaço do cliente).
Nos demais módulos estão Patrícia Pires (quarto do jovem), Adriana Diniz (suíte master),Maria Alice Decorações (home theater), Daniela Brandão,Daniela Rabelo e Sandra Rios (varanda) e estudantes do Izabela Hendrix com espaço sob a mesma denominação.
A propósito, além do espaço de Vera Campos (eleito Hors Concours), Gracinha Pires, a artista plástica, se faz presente nos
mais variados espaços com objetos e instalações resultantes de pesquisas recentes emtermos de objetos e instalações de crochet ora plastificados ora resinados, também em alguns ambientes da Casa Cor da Lagoa dos Ingleses.
Os 12 ambientes da terceira edição daMostra de Decoração, inaugurada semana passada, fica à disposição do público no horário comercial, de segunda a sábado, na Rua Alagoas, 1449, Savassi. Nos mais variados módulos estão conceituados arquitetos, decoradores e artistas visuais contemporâneos das Minas Gerais. Até o final do mês de setembro.



(*) Morgan da Motta é jornalista e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte e da Associação Internacional de Críticos de Arte - Orgão da Unesco.
Home Page: www.morganmotta.com
E-mail: mmotta@hojeemdia.com.br


25.08.2008