ARTES VISUAIS - MORGAN DA MOTTA(*) - VISUAIS: 30.12.2013

RESUMO 2013: RECORTE DOS EVENTOS NAS ARTES VISUAIS

HOJE, último dia do ano, apresentamos RECORTE DOS EVENTOS PRINCIPAIS DO ANO PASSADO, como fazemos praticamente há quase 50 anos. São dois módulos distintos: EXPOSIÇÕES DO ANO E REFERÊNCIAS ESPECIAIS.

ESPOSIÇÕES DO ANO FORAM: ELLES – MULHERES ARTISTAS NA COLEÇÃO DO CENTRO POMPIDOU DE PARIS, que serviu para marcar a inauguração do maior e mais bem restaurado Centro Cultural Banco do Brasil no Circuito da Praça da Liberdade. À propósito, o funcionário de carreira, senhor Carlos Nagib está a frente da entidade em Minas Gerais. Além de várias galerias (leia-se incluso monumental pátio interno dedicados às artes visuais) conta ainda com um teatro de porte médio inaugurado com a peça "Prazer". A segunda exposição do ano foi "A Magia de Escher" que ocupou não só a grande galeria da Fundação Palácio das Artes bem como inúmeras outras. Sem dúvida, a mais abrangente envolvendo a obra do gênio holandês senão uma das mais importantes, lá das inúmeras coletivas acontecidas nos últimos 10 anos. FINALMENTE, duas excepcionais coletivas, que marcaram o Quinto Aniversário do Museu Inimá de Paula: INIMÁ DOS PORTRAITS ÀS OBRAS INÉDITAS & DO MODERNO AO CONTEMPORÂNEO, respectivamente sob nossa curadoria e da nossa colega do Conselho Curador do MIP, a crítica de arte Guiomar Lobato

Proposta de Suzanne Valadon: Quarto Azul.

Encontro: litografia de 1944.

Cada vez menor: xilogravura de 1958.

QUANTO AO SEGUNDO MÓDULO, REFERÊNCIAS ESPECIAS são as seguintes galerias–espaços culturais e artistas: TOMIE OHTAKE, a única mostra fora do eixo Rio-São Paulo, que marcou a inauguração da Galeria do Centro Cultural do Minas Tênis Clube. Sem dúvida um amplo recorte de toda trajetória artística da Grande Dama da Pintura nipo-brasileira Tomie. Aberta em outubro, fica em cartaz até o mês de fevereiro. São 50 propostas entre pinturas, gravuras e esculturas reunindo trabalhos de acervos particulares e do próprio acervo da artista. Que tragam TOMIE OHTAKE: GESTO RAZÃO GEOMÉTRICA, sob curadoria de Paulo Herkenhoff no Instituto Tomie Ohtake da Faria Lima em São Paulo. As demais referências especiais são: Beatriz Abi-Acl – Crucial Simplicidade. Que fica em cartaz na Galeria de Arte do Salão Nobre da Câmara dos Deputados até 26 de janeiro. Fátima Santiago, Esculturas Contemporâneas, nos setenta e cinco anos da cidade de Betim, na Prefeituras da mesma cidade em cartaz até o fim do mês. Predominam esculturas monumentais especialmente criadas para a data e o evento. Yara Tupinambá e Santa, ex-alunos do mestre Guignard que foram destaques individualmente no calendário da galeria da Maison – Escola de Artes Visuais, em Lourdes. Binho Barreto, Nado Raso, na Galeria do BDMG Cultural. Sérgio Machado, na Quadrum: Coletiva de artistas mineiro que trafegam pelas esculturas, sob curadoria de Olívio Tavares de Araújo, na Errol Flynn Galeria de Art e Raquel Albernaz, mostra individual e Narrativa Poéticas, no Museu Inimá de Paula. A da Raquel Albernaz teve nossa curadoria, sendo que Narrativas Poéticas, contou com a curadoria de Helena Severo e vai continuar em cartaz no mês de janeiro no Inimá. Trata-se de excepcional acervo englobando do moderno ao contemporâneo na coleção do Banco Santander. Maiores detalhes e ilustrações no nosso blog.

(*)Morgan da Motta é jornalista, cineasta e crítico de arte, membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e da Associação Internacional de Críticos de Arte – AICA – órgão da UNESCO – PARIS.BLOG: www.morganmotta.com e e-mails: mmotta@morganmotta.com e contato@morganmotta.com